Universidade Católica de Pelotas Blog da UCPel
Webmail
Aducpel
Agenda de Eventos
Ass. Judiciária
Ass. Médica Ambulatorial
Avaliação Institucional
Balanço Social
Biblioteca
Calendários Acadêmicos
Capelania
CAPS - Centro de Apoio Psicossocial
Chegue Mais Perto
CIPA
Clínica de Fisioterapia
Clínica Psicológica
Comitê de Ética
Conheça Pelotas
Documentos PRAC
Doutorado
Editais e Publicações Oficiais
EDR - Escritório de Desenvolvimento Regional
Especialização
Estrutura
Extravestibular
Formas de Ingresso
Graduação
Histórico da UCPel
Hospital Universitário
Incubadora de empresas – CIEMSUL
Instituição Comunitária
Intranet
Itepa
Laboratório de Análises Clínicas
Links de Interesse
Mantenedora
Marca UCPEL
MBA e Especialização
Mestrado
Missão e Visão
Moodle
NAE - Núcleo de Apoio ao Estudante
Notícias
Perguntas Frequentes
Plataformas Lattes
Política de Ensino
Politicas de Extensão
Política de Pesquisa
Proficiência em Língua Estrangeira
Projetos de Extensão
ProUni
Rádio Universidade
Seleção Docente
SINAES
Sinpro
Telefones
Trabalhe na UCPel
UCPEL Virtual
Unidades Básicas de Saúde
Vestibular
Vídeos
Webmail
Administração
Arquitetura e Urbanismo
Atlas de Histologia Médica
Atlas de Histologia Médica II
Cartão Sou UCPel
Centro de Incubação de Empresas da Região Sul (Ciemsul)
Certificados
Ciências Contábeis
CPA - Comissão Própria de Avaliação
Design de Moda
Direito
Enfermagem
Engenharia Civil
Engenharia de Computação
Engenharia Elétrica
Farmácia
Filosofia
Fisioterapia
Gestão Comercial
Gestão de Recursos Humanos
Gestão Financeira
Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários (Gitep)
Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP)
Jornalismo
Jovem Aprendiz
Laboratório de Engenharia Civil
Laboratório de Química Ambiental
Laboratórios de Informática - Centro Politécnico
Letras
Mestrado e Doutorado em Letras
Mestrado e Doutorado em Política Social
Mestrado e Doutorado em Saúde e Comportamento
Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação
Mestrado Profissional em Saúde da Mulher, Criança e Adolescente
Memória Fotográfica
Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE)
Pacto Universitário de Direitos Humanos
Pedagogia
Portal do Egresso - Sempre UCPel
Programa de Residência Médica
Psicologia
Publicidade e Propaganda
Rádio Universidade (RU)
Revistas da UCPel
Salão Universitário
Serviço Social
UCPel Mais Saudável
Vestibular

Sapu

Moodle - Segurança Pública
Moodle - Demais cursos
 
 
 
 
 
Cursos

NEWSLETTER

home / notícias / Desembargador federal contesta mudanças na Reforma Trabalhista em evento na UCPel
NOTICIAS

Desembargador federal contesta mudanças na Reforma Trabalhista em evento na UCPel

17.08.2017 | Direito

O Desembargador Federal do Trabalho do Tribunal Regional Federal da 4° região (TRT4), Luiz Alberto de Vargas, esteve na Universidade Católica de Pelotas (UCPel) para apresentar os inúmeros direitos que serão retirados dos trabalhadores e exemplificar as mudanças que ocorrerão no dia a dia dos empregados através da Reforma Trabalhista. O evento, intitulado como “Reforma Trabalhista, e agora?”, foi promovido pelo Núcleo de Estudos em Direito Constitucional e Direitos Humanos da UCPel.

No início da palestra, o desembargador federal ressaltou a importância da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para o Brasil, e a impossibilidade de entender a história e a modernidade do país sem essas leis. “É um tema entristecedor. Jamais se esperaria um desmonte da CLT”, afirma, destacando que o novo texto da reforma trabalhista integra um ‘pacote de maldades e erros’. 

Vargas explicou que uma legislação deve ser fruto do diálogo social e congressual, e contesta que a Reforma não foi consultada em nenhum dos âmbitos. “Estão mudando uma das legislações mais emblemáticas do Brasil sem consultar, por exemplo, a academia que precisa estar ciente das modificações e fazer uma avaliação”, comentou. O desembargador ainda destacou que instituições como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se posicionam contra a Reforma Trabalhista. 

Trabalho intermitente, gestantes trabalhando em situação de insalubridade, negociações coletivas e desmonte dos sindicatos foram alguns dos exemplos utilizados pelo palestrante para explicar as principais modificações que alteram a lei. Segundo Vargas a Reforma, antes de ser aprovada, sofreu mais de 200 emendas e está contemplada de inconstitucionalidades. “É o desmonte do direito coletivo sistemático que ampara o trabalhador”, finaliza. 

O docente responsável pelo Núcleo de Estudos, Samuel Chapper, destaca que o grupo de acadêmicos procura promover seminários e palestras como forma de apresentar temas que poderão afetar os direitos sociais dos brasileiros. “Atividades como esta ajudam a promover o debate e criar consciência crítica sobre assuntos da atualidade”, avaliou o professor. 

Luiz Alberto de Vargas é graduado em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O palestrante advogou por um período de três anos e em 1987 tornou-se juiz do trabalho. Em 2004 assumiu a função de Desembargador do TRT4 e também atua hoje na 8° Turma e na Seção Especializada em Execução. 

Redator: Rafaela Rosa

VER TODAS AS NOTÍCIAS